SEI TÃO POUCO ACERCA DE QUEM CÁ PASSA... DEIXEM-ME LÁ UMA DICA ;)

As Receitas da Tia Gio

Comer bem é um dos prazeres que eu não dispenso por nada deste mundo... Vou tentar ensinar-vos o pouco que sei e conto aprender imenso com vocês...

19 outubro 2014

Muffins de chocolate e ginja




Uma amiga minha ligou-me há pouco a pedir esta receita e eu lembrei-me logo de a vir pôr aqui, mas como já não faço estes bolinhos há muito tempo não tenho nenhuma foto e então fui buscar esta à net que o aspecto é bastante semelhante.

Ingredientes:
100 gr. de chocolate para culinária
1 pacote de natas
100 gr. de margarina
100 gr. de açúcar
200 gr. de farinha
1 colher de café de fermento
1 ovo
12 bombons de ginja


Preparação:
Pré-aquecer o forno a 200 graus. Deitar numa tigela as natas, o chocolate partido aos bocados, a margarina e o açúcar e levar ao microondas cerca de 1 minuto no máximo. Depois envolver bem a mistura e juntar a farinha e o fermento. Bater com a batedeira até obter um creme homogéneo, juntar o ovo e voltar a bater.
Distribuir cerca de 1/3 do preparado por 12 forminhas de alumínio barradas com margarina. No centro de cada uma colocar um bombom de ginja e cobrir com os restantes 2/3. Vai ao forno por cerca de 15 minutos.

04 outubro 2014

Picanha ao Sal




Sou apaixonada por picanha, mas aquela picanha grelhada fininha que como na Mercearia Vencedora não consigo nunca fazer em casa e de todas as vezes que a fiz já fatiada por um motivo ou outro nunca gostava muito, então ensinaram-me uma vez a fazer esta receita e daí para a frente são muitas as vezes que faço este prato em casa.

Compro a picanha no Talho, vem congelada como se pode ver na primeira foto. Na ante vespera da fazer, descongelo-a, na véspera tempero-a apenas com um pouco de alho picado, Manjericão e Erves de Provence. Apenas por cima da carne, da gordura não vale a pena.


Na hora de fazer o jantar, despejo num tabuleiro um quilo de sal grosso, faço uma "cama" e ponho a picanha com a carne virada para baixo e a gordura para cima. Rigorosamente mais nada. Vai ao forno cerca de 30 a 45 minutos a assar na sua própria gordura.


Ao fim desse tempo, tiro o tabuleiro do forno, viro a picanha com a carne para cima e deixo ficar mais uns 20 a 30 minutos para tostar, normalmente nessa altura em que a viro faço-lhe uns golpes para que a assadura "entranhe" e a picanha não fique demasiado mal assada. Quando está pronto é toda fatiada. Esta por acaso foi o meu marido com uma faca fininha ainda no tabuleiro que a fatiou. Ele tem mais jeitinho que eu ;)



O acompanhamento varia muito, vai desde batata frita caseira a arroz branco e feijão preto, depende. Desta vez, como o jantar foi para a Lisa e ela ainda está a amamentar, optei por fazer estas batatas que tenho sempre em casa e que se assam sem gordura, portanto não faz muito mal.



Podem ser fritas ou feitas no formo sem gordura. As instruções vêm no pacote. E pronto o resultado final foi este e os convidados não se queixaram nem um bocadinho portanto não devia de estar mau de todo.